Vinicius de Moraes – Soneto de Separação | Poesia Brasileira

Vinicius de Moraes foi um poeta, dramaturgo, jornalista, diplomata, cantor e compositor brasileiro. Poeta essencialmente lírico, o que lhe renderia o apelido “poetinha”, que lhe teria atribuído Tom Jobim, notabilizou-se pelos seus sonetos. Nasceu em no Rio de Janeiro em 1913 e faleceu em 1980, aos 66 anos.

>> Por 5,99 você aceita um adicional de Soneto para acompanhar? Apoie o projeto! =P

https://www.amazon.com.br/dp/B08DJ61J4R/

Poema: Soneto de Separação

Autor: Vinicius de Moraes

Voz: Daniele Santos| @dani.i.santos

Use #tomaaiumpoema

Siga @tomaaiumpoema

“De repente do riso fez-se o pranto
Silencioso e branco como a bruma
E das bocas unidas fez-se a espuma
E das mãos espalmadas fez-se o espanto.

De repente da calma fez-se o vento
Que dos olhos desfez a última chama
E da paixão fez-se o pressentimento
E do momento imóvel fez-se o drama.

De repente, não mais que de repente
Fez-se de triste o que se fez amante
E de sozinho o que se fez contente.

Fez-se do amigo próximo o distante
Fez-se da vida uma aventura errante
De repente, não mais que de repente.”

Oceano Atlântico, a bordo do Highland Patriot, a caminho da Inglaterra, setembro de 1938

Descubra mais em www.jessicaiancoski.com

Está servido? Fique! Que tal mais um poeminha?

___

>> Quer ter um poema seu aqui? É só preencher o formulário!

Após o preenchimento, nossa equipe entrará em contato para informar a data agendada.

https://forms.gle/nAEHJgd9u8B9zS3u7

CONTRIBUA! =P

>> Formulário para Indicação de Autores, contribuição com declames, sugestões (…)!

https://forms.gle/itY59kREnXhZpqjq7

Deixe um comentário

Required fields are marked *

Comment*

Name*

Website